O consumo de orgânico está muito além da preocupação com a saúde, comer esses alimentos pode ser considerado um estilo de vida.

A Organis, Conselho Brasileiro da Produção Orgânica e Sustentável, realizou uma pesquisa em 2017, sobre o consumo de orgânicos no Brasil. O resultados foram publicados e estão disponíveis no site da organização.

Realizada pelo instituto Market Analysis a pesquisa revela um  panorama do mercado de produtos orgânicos no país. Foram feitas 905 entrevistas em nove cidades de quatro regiões brasileiras.

Os dados revelam que o preço ainda é uma das principais barreiras para as pessoas iniciarem o consumo de produtos orgânicos no Brasil. As informações analisadas  demonstram que “uma parcela importante da população urbana é consumidora de produtos orgânicos: 15% compram esses alimentos com regularidade nas grandes capitais. O maior mercado de orgânicos está na região Sul, onde o consumo é mais que o dobro do consumo nacional.

Os benefícios para a saúde são a principal motivação para o consumo de orgânicos. Outras vantagens reconhecidas pelos consumidores são a contribuição ao meio ambiente e as melhores características dos produtos se comparados aos convencionais. Existe também uma curiosidade em conhecer mais sobre esses produtos e o estilo de vida envolvido que motiva a busca pelos orgânicos”.
Fonte: organis.org