A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) recebe inscrições para concurso sobre alimentação escolar na América latina e caribe.

O concurso tem como objetivo dar visibilidade a projetos que melhoram o fornecimento de refeições em centros de ensino. Podem participar governos municipais e nacionais, universidades e associações de pais, mães ou agricultores. Inscrições vão até 15 de junho. Premiação inclui verba em dinheiro para a compra de equipamentos usados no preparo de alimentos em escolas.

Até 15 de junho, a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) recebe inscrições para o concurso Boas Práticas da Alimentação Escolar na América Latina e Caribe. Competição visa dar visibilidade a projetos que melhoram o fornecimento de refeições em centros de ensino. Podem participar governos municipais e nacionais, universidades e associações de pais, mães ou agricultores.

A iniciativa é promovida pela agência da ONU em parceria com o governo do Brasil.

Aqui você pode acessar a convocatória do concurso para outras informações.

Temática

Os candidatos podem concorrer com uma ou mais boa prática e em quantas categorias tenham interesse. As categorias desse ano são:

  • Educação alimentar e nutricional/hortas escolares;
  • Controle e participação social;
  • Alianças e associações estratégicas;
  • Compras da agricultura familiar para a alimentação escolar;
  • Sistemas de monitoramento e avaliação de programas;
  • Preparação e distribuição de alimentos;
  • Gestão de programas;
  • Outras experiências inovadoras.

Resultados e prêmios

Um comitê escolherá três boas práticas para serem premiadas. Os resultados serão anunciados em 6 de setembro. A cerimônia de premiação acontecerá em outubro, quando a FAO celebra o Dia Mundial da Alimentação (16).

Os vencedores receberão um certificado de reconhecimento e também recursos financeiros para a compra de equipamentos e ferramentas usados na preparação de alimentos nas escolas. Para o primeiro lugar, o valor da premiação será de 5 mil dólares. Para o segundo, 3 mil dólares. Para o terceiro, mil dólares.

Cada iniciativa também será incluída em uma publicação digital sobre boas práticas na alimentação escolar. O livro é fruto também da cooperação entre o Brasil e a FAO.


Fonte: ONU BR