José Graziano da Silva,  diretor-geral da FAO, pediu sistemas alimentares mais saudáveis ​​e sustentáveis, e disse que a agroecologia pode contribuir para essa transformação. José Graziano da Silva fez a chamada durante o discurso de abertura no 2º Simpósio Internacional de Agroecologia em Roma (3-5 de abril).

Ele disse que a maior parte da produção de alimentos tem sido baseada em sistemas agrícolas com altos insumos e recursos, a um alto custo para o meio ambiente, e como resultado, o solo, florestas, água, qualidade do ar e biodiversidade continuam a se degradar. O foco no aumento da produção a qualquer custo não foi suficiente para erradicar a fome “e estamos vendo uma epidemia global de obesidade”, acrescentou.

“Precisamos promover uma mudança transformadora na maneira como produzimos e consumimos alimentos. Precisamos apresentar sistemas alimentares sustentáveis ​​que ofereçam alimentos saudáveis ​​e nutritivos, além de preservar o meio ambiente. A agroecologia pode oferecer várias contribuições para esse processo ”, afirmou Graziano da Silva.

Fonte: FAO