O Ministério da Saúde (MS) está realizando a revisão do Guia Alimentar para Crianças Menores de Dois Anos. Com o objetivo de valorizar a culinária que vem sendo praticada no dia-a-dia em nosso país, na nova edição do Guia, serão inconcluídas receitas saudáveis que estejam sendo preparadas e oferecidas para as crianças pequenas em todo Brasil.

A prática culinária é fundamental para uma alimentação saudável em todas as idades. Nos primeiros anos de vida a criança é apresentada aos alimentos e descobre cores, sabores , texturas e ainda é introduzida no contexto sociocultural de sua família e de sua comunidade.

O propósito do chamado é de aliar o conhecimento e a prática de quem está envolvido na alimentação de crianças menores de dois anos de idade em diversas realidades das diferentes regiões do país, com os parâmetros de alimentação adequada e saudável da nova edição do Guia Alimentar para Crianças Menores de dois anos. Estes parâmetros, por sua vez, estarão alinhados às recomendações do Guia Alimentar para a População Brasileira, que incentiva o consumo de alimentos in natura e minimamente processados e recomenda evitar o consumo de produtos ultraprocessados.

Receitas e as dicas culinárias que fazem sucesso com as crianças e que também possam fazer sucesso com toda a família, serão bem vindas!

O objetivo da chamada é selecionar receitas saudáveis para compor a nova edição do Guia Alimentar para crianças menores de dois anos de idade.

O Ministério da saúde espera receber receitas de todo Brasil de pratos únicos e/ou preparações saudáveis para crianças de 6 a 24 meses, em duas faixas de idade: de seis meses a um ano e de um a dois anos.

A ideia é divulgar receitas simples, saborosas e variadas, como é a culinária brasileira, para que as famílias queiram reproduzi-las em suas casas. Serão recebidas receitas de pratos únicos e/ou preparações que possam compor o café da manhã o almoço ou jantar, os lanches, os festejos, entre outras.

Pessoas de qualquer região do país poderão participar deste chamado: pais, mães, avós, cozinheiros (as), merendeiros (as) cantineiros (as), profissionais de saúde, professores e todas as pessoas interessadas no tema. A inscrição da receita deverá ser feita por pessoas e não por instituições.

A ideia é dar visibilidade para aquelas receitas práticas e saudáveis, que são sucesso, e que toda a família também pode comer. A receita deve ser de fácil preparo com ingredientes que a família utiliza no cotidiano. As receitas que constarão na nova versão do Guia Alimentar para Crianças Menores de Dois Anos devem ser práticas e estimular as famílias a cozinhar para as crianças no dia-a-dia.

 

O prazo de inscrições vai até o dia 05 de dezembro de 2017 . Os participantes poderão enviar  mais de uma receita.

Para mais informações acesse aqui.

 

 

Dez passos para uma alimentação saudável: guia alimentar para crianças menores de dois anos: um guia para o profissional da saúde na atenção básica

Fonte: RedeNutri