Em entrevista à Rádio USP a nutricionista e pesquisadora do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), Laís Amaral, afirma que a tabela nutricional dos alimentos é de difícil entendimento. Um estudo realizado pelo Idec verificou que cerca de 40% dos entrevistados compreendem parcialmente ou muito pouco as informações contidas nos rótulos.

A pesquisadora explica que entre os fatores de dificuldade estão a letra pequena, o uso de termos técnicos e a poluição visual. Além disso, o cálculo de proporção, variável entre os produtos, dificulta a comparação entre os alimentos diferentes. O valor diário de calorias tem como padrão o adulto saudável, mesmo em mercadorias voltadas ao público infantil.

Em discussões com a Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) sobre as mudanças do modelo, a indústria alimentícia indica um padrão análogo ao semáforo para os ingredientes. Já o Idec defende a proposta de alerta frontal ao excesso de componentes críticos como açúcar, sódio e gordura trans.

O Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados, Faculdade de Medicina e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

Resultado de imagem para pessoa lendo rótulo

 

Fonte: Rádio USP