A professora Nina Paula Laranjeira, da Universidade Federal de Brasília, (UnB), atua em pesquisa e extensão na Chapada dos Veadeiros desde 2008. No seguinte artigo, publicado na página da Rede SANS, a pesquisadora discute as relações entre a escassez econômica e os perigos climáticos com a Agroecologia e a Agricultura Familiar. Ambas as atividades são soluções possíveis para a “crise planetária” como modelos sustentáveis de produção de comida e gestão do solo de forma menos predatória. Nina aponta que esse modo de produção traz consigo a chance de unir alimentação saudável com justiça social. Ela traz para discussão os casos que estuda no interior de Goiás, e parte deles para o macro, o problema mundial.

Para a pesquisadora, o Brasil “anda na contramão da história” e vê a necessidade de nos livrarmos do “envenenamento imposto pela indústria alimentícia”.

Leia o texto na íntegra clicando aqui.