O “Método de Análise Econômico-Ecológica de Agroecossistemas” se fundou na necessidade de dar visibilidade a relações econômicas, ecológicas e políticas que singularizam os modos de produção e de vida da agricultura familiar, povos e comunidades tradicionais. Essas relações têm sido historicamente ocultadas ou descaracterizadas pela teoria econômica convencional.

Existe uma carência de ferramentas de análise que permitam dar conta das racionalidades econômicas e ecológicas que subentendem a superioridade dos agroecossistemas de gestão familiar sobre as lógicas empresariais que fundamentam o capitalismo agrário.

Por isso, como contribuição para a superação dessa lacuna, a AS-PTA – Agricultura Familiar e Agroecologia vem se empenhando desde o início dos anos 1990 no desenvolvimento de referenciais de análise sobre as estratégias de produção e reprodução econômica e ecológica da agricultura familiar  traduzindo, tais referenciais, em instrumentos metodológicos que permitam o estabelecimento de ambientes de construção compartilhada de conhecimento com as famílias agricultoras e com organizações parceiras com as quais trabalha.

Clique aqui para saber mais.

Fonte: ANA

http://www.agroecologia.org.br/