Pesquisadores de todo o mundo trocam experiências e informações de forma mais ágil através de plataforma lançada este semana que permite a comunicação em rede. O nome da ferramentas desenvolvida se chama Nutri SSAN. Por meio de parceria do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) com apoio da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), esta plataforma tem previsão de funcionamento em 2017.

O Brasil foi escolhido como parceiro do projeto pelas políticas públicas de combate à desnutrição infantil e de erradicação da pobreza, além de ser a sede dos Jogos de 2016. Mais detalhes no site do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.